Cursilho de Cristandade

O Movimento de Cursilhos de Cristandade é um movimento de Igreja que, mediante um método próprio, possibilita a vivência do fundamental cristão, ajuda a descobrir e a realizar a vocação pessoal, criando núcleos de cristãos, que irão fermentar de Evangelho os ambientes.

A espiritualidade do Movimento do Cursilho de Cristandade, está centrada em Jesus Cristo, manifestação suprema do amor do Pai por seus filhos e filhas (cf. Rm 8,39b), através da ação do Espírito Santo (Lc 4,18);
É alimentada pela Graça – Vida Divina consciente, crescente e comunicante – (Jo 6,34-40; 4,13-14), que leva a uma efetiva experiência de Deus;
Está empenhada num processo de conversão integral e progressiva (Mt 5,48; 18,3; Lc 1,17) que leve seus participantes à santidade (CHL 30);
Concretiza-se na fermentação evangélica (Evangelização/Inculturação) dos ambientes (Lc 13,21; 1Cor 5,6; Gl 5,9; Mt 5,14).

O cursilhista é um cristão que busca, movido pela ação do Espírito Santo, viver essa espiritualidade:

  1. Peregrinando, em comunhão plena com a comunidade eclesial, inserido nas realidades deste mundo, em busca da pátria futura (Hb 13,14-16);
  2. Seguindo a Jesus Cristo (Mc 10,21; Mt 16,24),
    – deixando-se impregnar pela Graça (Vida Divina) e
    – comunicando-a (Jo 10,10; Jo 15,13; Jo 20,31);
  3. Vivenciando um processo de conversão
    – que, progressivamente, o leve à santidade de vida (Mt 5,48; Rm 1,7);
    – alimentado pela Palavra de Deus, pela Oração e pelos Sacramentos (Mt 4,4; Jo 8,51; 6,35.51);
  4. Testemunhando a Boa Notícia nos seus ambientes (Lc 24,48; At 1,8. 2,32)
    – unido em “pequenas comunidades de fé” e amizade (Núcleos/Grupos) (Mt 18,20.; Mc 6,7; Doc. 62 CNBB, n.121);
    – visando a neles introduzir, pela vida e pela palavra (anúncio explícito de Jesus Cristo = querigma), os critérios e valores do Evangelho (“Evangelii Nuntiandi”, 18-20) – Fermento (1Cor 5,6; Gl 5,9), Sal (Mt 5,13; Mc 9,50; Cl 4,6) e Luz (Mt 5,14; Lc 11,35-36; Jo 8,12) – (Evangelização ambiental = inculturação).

Da definição acima extraímos as finalidades do Movimento do Cursilho de Cristandade:

  1. Finalidade Imediata: vivência do fundamental cristão – que significa viver a Graça, a Vida Divina em nós, realizando o Plano de Deus, anunciando seu Reino e seguindo a Cristo;
  2. Finalidade Mediata: convivência em núcleos/grupos/pequenas comunidades de fé presentes nos ambientes, procurando neles introduzir o fermento do amor, da fraternidade, da justiça, do perdão…
  3. Finalidade Específica: evangelização ambiental, com a qual se procura levar os cursilhistas a ser fermento dos valores do Evangelho nos seus próprios ambientes.

O método do Movimento do Cursilho de Cristandade se centra:

  1. na seleção de ambientes e candidatos (Pré-Cursilho);
  2. no fomento de uma conversão autêntica e progressiva dos cursilhistas (Cursilho);
  3. na volta dos que viveram o Cursilho ao lugar de onde saíram, seu acompanhamento nas tarefas de fermentar seus ambientes e sua vinculação vital com os outros cristãos comprometidos (Pós-Cursilho).
  4. Ele tem as seguintes características: querigmático; cristocêntrico; testemunhal; pessoal; caminho de conversão; comunitário e indutivo.

O Pré-Cursilho, o Cursilho e o Pós-Cursilho (os três tempos do MCC) constituem um todo invisível. Para que o Movimento seja autêntico e para que sua finalidade seja alcançada, o Método deve ser aplicado na sua totalidade; em coerência com a finalidade concreta de cada um de seus tempos.

O Movimento do Cursilho de Cristandade oferece aos leigos, através das formas e do processo dinâmico do Pós-Cursilho, os meios para que se cumpram o que se lhes exige como membros da Igreja: a vocação à santidade; a participação na comunidade; a evangelização.
O Pós-Cursilho se destina a ajudar os leigos a cumprir essas exigências, na medida em que eles se esforçam para alcançar a finalidade última do Movimento: “criar núcleos de cristãos que fermentem de Evangelho os ambientes”.
O Movimento do Cursilho de Cristandade desenvolve sua ação evangelizadora através de NÚCLEOS DE CRISTÃOS. E, como auxílio ou suporte para os núcleos, as REUNIÕES DE GRUPO, as ULTRÉIAS ou ASSEMBLÉIAS MENSAIS desses núcleos.
O método de trabalho missionário do Núcleo é VER, JULGAR e AGIR. A ação dos núcleos nos ambientes caracteriza-se por ser uma ação transformadora, de acordo com os postulados da Nova Evangelização.

As prioridades do Movimento do Cursilho de Cristandade decididas em Assembléias Nacionais são:

Formação integral;
Busca dos batizados afastados;
Jovens;
Pastoral Urbana (e, no contexto da Pastoral Urbana, os Meios de Comunicação Social).

As estruturas operacionais são aquelas estruturas que ajudam o Movimento a alcançar seus objetivos. Fundamentalmente são duas: a ESCOLA e os GRUPOS EXECUTIVOS (Diocesanos, Regionais e Nacional).

A ESCOLA DE FÉ E VIVÊNCIA (Escola de Dirigentes)

Definição:
É uma comunidade de cristãos que, desejando ser discípulos, procuram capacitar-se para “conhecer cada vez mais as riquezas da fé e do Batismo e vivê-las em plenitude crescente”. Na dinâmica desse conhecimento incluem-se a convivência fraterna, o estudo da Palavra de Deus e sua conscientização, a planificação racional da ação evangelizadora e os caminhos do MCC para atingir seus objetivos. A Escola é, pois, fundamentalmente, vivencial.
A formação integral dada na Escola, deve abranger:

a formação espiritual;
a formação doutrinal;
a formação social;
a formação no campo dos valores humanos.

GRUPOS EXECUTIVOS

São grupos constituídos por cristãos responsáveis pelo MCC nas Dioceses (GED), nas Regiões Pastorais em que está dividida a Igreja no Brasil (GER), e no nível Nacional (GEN). Não são organismos de mando e não exercem qualquer poder, nem têm jurisdição sobre outros grupos. São, antes, sinais e promotores de comunhão e participação.

2018-10-11T15:17:41+00:00