Equipes de Celebração

A “equipe de celebração” é o grupo de pessoas que, no exercício do seu ministério específico (presidência, leitores, comentaristas ou animadores, cantores e instrumentistas, sacristãos, equipe de acolhimento, ministros extraordinários da comunhão eucarística, Ministros do batismo, testemunhas qualificadas da celebração do matrimônio, dirigentes da celebração dominical da Palavra, ministros de bênção, dirigentes da via-sacra e da novena de Natal, etc.) atuam, unidas entre si, numa determinada celebração (missa, celebração da Palavra, etc.).

Na “Liturgia organizada” a Equipe de Celebração está na base de tudo.

Atenção: quando falamos de celebração, não estamos pensando apenas na missa. Liturgia é também:

– A celebração dos sacramentos: batismo, crisma, penitência, ordem, matrimônio, unção dos enfermos e Eucaristia;

– A celebração dos sacramentos: encomendação de um falecido, procissões, bênçãos …

– As celebrações da Palavra: via-sacra, novena, grupo de oração, círculo bíblico, terço, culto …

Para cada uma dessas celebrações poderia existir uma equipe responsável. Que maravilha seria uma equipe que pensasse o sacramento do matrimônio. Ou mesmo o batismo, e os outros sacramentos. Em muitos lugares isso já está começando a acontecer.
Afinal, quem participa de uma equipe de celebração? Os ministérios e serviços vão surgindo conforme as necessidades da comunidade. Eis alguns, mais comuns:

O PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA: Normalmente é o bispo, o padre ou o diácono (batismo, casamento e celebração da Palavra). A assembléia é como um corpo: Cristo cabeça. Na liturgia o presidente representa o cristo-cabeça.

Os ANIMADORES: Em geral é o comentarista. Sua função é comentar o que está acontecendo ou que vai acontecer na celebração. Explica os sinais, introduz o povo na compreensão da Palavra de Deus, liga a mensagem central da liturgia à vida da comunidade. Por isso sua principal qualidade é o bom senso. Evita falar demais, mas sente quando e o que deve falar para que a comunidade se sinta mais participante. É o elo de ligação entre o sacerdote, a assembléia e a equipe de celebração. Não é tão fácil ser animador. Por isso é importante que algumas pessoas se preparem para exercer este serviço.

O LEITOR: É uma pessoa que, antes de mais nada, tem um grande amor à Palavra de Deus. Lê bem. Comunica quando lê. Olha para o povo. Nunca é escolhido na última hora. Prepara-se durante algum tempo, refletindo e vivendo aquilo que irá proclamar.

 

2016-04-14T10:53:47+00:00