Santas Missões Populares

É um tempo especial de missão.

Despertar da consciência missionária da Igreja.

Reforça-se nesse tempo a natureza missionária da Igreja.

Não podemos reduzir a tarefa a qual Jesus chamou todo o Povo de Deus apenas aos ministros ordenados e religiosas/os. Todas as/os batizadas/os, de algum modo, recebem o convite de Deus e são enviados para anunciar a Boa Notícia do Reino de Deus. Recordamos nesse período que a Igreja de Cristo, ao restringir suas atividades apenas à manutenção das estruturas internas, estará fadada ao fracasso. Urge acolhermos o convite do Senhor e nos colocarmos em situação permanente de missão.

É uma renovação eclesial capaz de provocar a “conversão pastoral de nossas comunidades” que, segundo o documento de Aparecida, “exige que se vá além de uma pastoral de mera conservação para uma pastoral decididamente missionária” (DA 370). Em outras palavras, as Santas Missões Populares contribuem para o fortalecimento das relações pessoais, maior abertura para o diálogo, redescoberta da profecia e do serviço e a descentralização das estruturas. Torna a Igreja sempre mais dinâmica, participativa e ministerial.

É um retiro espiritual popular. Baseia-se na espiritualidade libertadora assumida através do seguimento de Jesus, no aprofundamento dos Evangelhos, na vivência do mistério da Trindade, que suscita comunhão e participação, no compromisso com os excluídos e na abertura à manifestação do Espírito na vida da Igreja.

2016-04-14T11:54:12+00:00